Apple Card e o valor da pesquisa e desenvolvimento

Apple card e o valor da Pesquisa e Desenvolvimento
O que um roubo de barras de ouro em Guarulhos tem a ver com o Apple Card e como iniciativas como essa irão mudar seu cotidiano?
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin
Share on twitter
Share on facebook

Lembra do roubo das barras de ouro em Guarulhos em Julho de 2019? Ele não tem nada a ver com o Apple Card, mas, lembrando: Foram levados 718 kg de ouro que, especula-se, poderiam render de R$ 300 milhões a R$ 600 milhões à galera de la casa de papel versão hue br.

Quantos dinheiros, pai! Dá pra tirar uns 15 dias de férias na baixa temporada, vai dizer?

Mas, então, vamos pensar juntos. Toda essa grana é o equivalente a apenas 1,8% do que a Apple investiu em pesquisa e desenvolvimento no último trimestre de 2019. A informação é da NBC e não, tu não leu errado. Foram 4,2 bilhões de dólares investidos pela marca de abril até junho, só em P&D.

A queda de na venda dos iPhones pode ser um bom indicativo do motivo desse investimento recorde para a empresa, mas vai além disso. A perspectiva de longo prazo de Tim Cook em assumir toda a produção de tecnologias primárias dos dispositivos da marca e a busca em alavancar novas fontes de renda mostra isso.

U$ 42 bilhões em pesquisa e desenvolvimento e o Apple Card

Os carros autônomos ou o Apple Card são um bom exemplo. E falando em Apple Card, o cartão da maçã operado pelo banco Goldman Sachs está programado para começar a receber pedidos a partir de Agosto. Um bom indício dessa busca por novas fontes de receita.

Por enquanto, nada revolucionário ou diferente dos cartões convencionais ou do que já vimos em empresas como a Nubank ou C6 Bank: ideia é pagar as contas com seu iPhone (e, finalmente, fazer o Wallet ter alguma função).

Demora, mas chega.

Claro, você sabe, no Brasil as coisas demoram um pouco mais para chegar. Mas, de qualquer forma, é possível entender pra onde estamos indo ao olhar para o que acontece em casos como esse.

Além disso, com o crescimento de outras marcas ameaçando a soberania do iPhone, vamos aguardar o que pode vir de revolucionário das bandas do Cupertino.

Escrito por: